Bolsas

Câmbio

STF abre inquérito contra Serra a partir de delação da JBS

BRASÍLIA (Reuters) - A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou abertura de inquérito contra o senador José Serra (PSDB-SP) sob a suspeita, feita a partir da delação do empresário Joesley Batista, da JBS, de que ele recebeu doação de caixa 2 quando concorreu em 2010 à Presidência da República.

Em colaboração, Joesley Batista disse ter repassado 7 milhões de reais em recursos não contabilizados para pagar despesas da campanha do tucano ao Palácio do Planalto. De forma oficial, Serra recebeu outros 13 milhões de reais do grupo empresarial. Naquela disputa, o candidato do PSDB foi derrotado pela petista Dilma Rousseff no segundo turno.

"Diante de tais constatações, faz-se mister o aprofundamento das apurações, de modo a se possibilitar a confirmação ou năo do possível envolvimento e/ou ciência do congressista no ilicito relatado", disse o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no pedido de instauração de inquérito.

A decisão de Rosa Weber, tornada pública nesta segunda-feira, deu 60 dias para que a Polícia Federal realize as investigações requeridas por Janot.

Procurada, a assessoria de Serra ainda não se manifestou. Quando os fatos da delação vieram a público, em maio, ele negou irregularidades e disse que sua campanha foi realizada dentro da lei.

(Por Ricardo Brito)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos