Bolsas

Câmbio

Bovespa tem leves variações de olho em situação geopolítica e com feriado nos EUA

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista oscilava entre leves altas e quedas nesta segunda-feira, com investidores adotando alguma cautela após novo teste nuclear da Coreia do Norte, em sessão sem a referência dos mercados norte-americanos, que permanecem fechados devido a feriado.

Às 12:21, o Ibovespa caía 0,09 por cento, a 71.858 pontos. Na mínima da sessão até o momento o índice caiu 0,35 por cento, enquanto na máxima teve variação positiva de 0,11 por cento. O giro financeiro era de 1,85 bilhão de reais.

No fim de semana, a Coreia do Norte realizou seu sexto e mais potente teste nuclear, e o país afirmou se tratar de uma bomba de hidrogênio avançada para um míssil de longo alcance. O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) se reune nesta segunda-feira para tratar do assunto.

Além do fator geopolítico, os investidores seguem atentos ao cenário local, em uma semana mais curta devido ao feriado da Independência na quinta-feira, mas que deve ter agenda intensa.

No campo político, há expectativa pela conclusão da votação da medida que cria a Taxa de Longo Prazo (TLP), que precisa ser votada pelo Senado antes do feriado, quando a medida provisória perde sua validade. Além disso, o Congresso ainda precisa votar os destaques ao texto-base da proposta que altera as metas fiscais para este e o próximo ano.

No front econômico, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, decide na quarta-feira o rumo da taxa básica de juros do país, com a expectativa de economistas apontando um corte de 1 ponto percentual, para 8,25 por cento ao ano.

DESTAQUES

- USIMINAS PNA avançava 3,29 por cento, liderando os ganhos do Ibovespa, em sessão de alta para os contratos futuros de aço na China e tendo ainda como pano de fundo a conclusão da renegociação de dívida com bancos e credores, anunciada no fim da semana passada. A GERDAU PN subia 1,75 por cento, enquanto a CSN ON avançava 0,65 por cento.

- JBS ON subia 0,58 por cento, após sua controladora J&F fechar a venda da participação na Eldorado por 15 bilhões de reais para a holandesa Paper Excellence. Na máxima da sessão até o momento, a ação subiu 3,59 por ento.

- PETROBRAS PN ganhava 0,57 por cento e PETROBRAS ON tinha variação positiva de 0,07 por cento, em linha com o movimento dos preços do petróleo no mercado internacional e também tendo como pano de fundo o novo reajuste nos preços do gasolina nas refinarias, levando a uma alta de mais de 10 por cento no mês, após o furacão Harvey fechar refinarias nos Estados Unidos e levar a uma disparada nos valores de referência do combustível na semana passada.

- VALE ON subia 0,39 por cento, apesar da queda de 2 por cento nos contratos futuros do minério de ferro na China nesta sessão.

- ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES ON recuava 1,4 por cento, entre os destaques negativos do Ibovespa, em movimento de ajuste após as fortes altas recentes. No ano até sexta-feira, o papel acumula ganhos de 70 por cento. KROTON ON perdia 0,89 por cento, após acumular alta de 38 por cento no ano.

- MARCOPOLO PN, que não faz parte do Ibovespa, caía 0,51 por cento, após a fabricante de ônibus informar que a linha de produção ficará paralisada nesta segunda-feira após um incêndio nas instalações em Caxias do Sul (RS) no domingo. Na mínima da sessão até o momento, os papéis caíram 2,28 por cento.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos