PF lança operação e encontra grande quantia de dinheiro em imóvel que seria usado por Geddel

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - A Polícia Federal encontrou nesta terça-feira um apartamento em Salvador com malas de dinheiro que supostamente pertencem ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, na terceira fase da operação Cui Bono, que investiga o pagamento de propinas em troca de facilitação de empréstimos pela Caixa Econômica Federal.

De acordo com nota da PF, o apartamento, onde foram encontradas pelo menos oito malas e cinco caixas de notas de reais, foi localizado a partir de informações coletadas nas fases anteriores da operação.

"Após investigações decorrentes de dados coletados nas últimas fases da operação Cui Bono, a PF chegou a um endereço em Salvador que seria, supostamente, utilizado por Geddel Vieira Lima como 'bunker' para armazenagem de dinheiro em espécie", diz a nota da PF.

A grande quantidade de dinheiro encontrada no local será levada a um banco, contada e depositada em uma conta judicial, segundo a nota.

Ex-ministro do governo de Michel Temer, Geddel foi preso em 3 de julho, acusado de tentar pressionar doleiro Lúcio Funaro para evitar que ele fizesse uma delação premiada. Geddel é acusado de intermediar a facilitação de crédito para empresas na Caixa quando era diretor de Pessoa Jurídica do banco.

O ex-ministro foi solto 10 dias depois para cumprir prisão domiciliar e continua em casa, em Salvador.

(Por Lisandra Paraguassu,)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos