Sem reforma da Previdência, Brasil pode chegar à situação fiscal do Rio, diz Maia

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da República em exercício, Rodrigo Maia, disse nesta terça-feira, durante a assinatura do plano de recuperação fiscal, que se os gastos do governo federal não forem revistos, o Brasil pode chegar à mesma situação fiscal do Estado do Rio de Janeiro.

"Sem a reforma da Previdência, sem discutir de forma clara os gastos de Estados e municípios, nós em um breve período teremos uma situação no nível federal muito parecida com a situação que o Estado do Rio tem."

Maia --que ocupa interinamente a Presidência devido à viagem do presidente Michel Temer à China-- disse que a agenda de reformas que está na Câmara dos Deputados tem o objetivo de "reogranizar o Estado o brasileiro" e busca dar ao setor privado "um protagonismo que foi tomado pelo Estado brasileiro nos último anos".

O plano de recuperação fiscal do Rio de Janeiro foi fechado nesta terça-feira e prevê um ajuste fiscal de 63 bilhões de reais até 2020.

(Por Lisandra Paraguassu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos