Bolsas

Câmbio

JBS suspende compras de gado em algumas praças após prisão de CEO, dizem fontes

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de alimentos JBS suspendeu temporariamente nesta quarta-feira compras de gado em algumas unidades do Brasil, no dia em que o presidente-executivo da companhia, Wesley Batista, foi preso em São Paulo como parte da operação Tendão de Aquiles, da Polícia Federal.

A prisão do executivo, integrante da família que é sócia majoritária do maior produtor de proteína animal do mundo, deixou o mercado de gado no Brasil apreensivo e em compasso de espera em relação aos desdobramentos do caso.

"Tem algum terror acontecendo (no mercado), alguma aversão a risco, e as plantas da JBS suspenderam suas compras", disse à Reuters a diretora da consultoria Agrifatto, Lygia Pimentel.

Outra fonte disse à Reuters, na condição de anonimato, que não havia oferta para compra de boi nas unidades da JBS nos municípios de Pontes e Larcerda e Juara, no estado do Mato Grosso.

Procurada, a empresa informou que não comentaria o assunto.

A operação em que Wesley foi preso investiga supostos crimes financeiros cometidos por ele e pelo irmão Joesley, que também teve prisão decretada mas já se encontra detido por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF).

(Por Ana Mano e Roberto Samora)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos