Bolsas

Câmbio

Ibovespa sobe em movimento de ajuste após 6 quedas seguidas

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista operava no azul nesta sexta-feira, após uma sequência de seis quedas abrir espaço para ajustes e diante de um cenário externo de menos aversão a risco, embora a cautela com a cena política local permaneça no radar.

Às 11:19, o Ibovespa subia 0,94 por cento, a 74.260 pontos, após acumular perda de 3,21 por cento nos seis pregões anteriores. O giro financeiro somava 1,89 bilhão de reais.

Dados de inflação nos Estados Unidos e na zona do euro divulgados nesta manhã mostraram números abaixo das metas dos bancos centrais, o que alivia a pressão por alta de juros nessas economias.

Nos EUA, o núcleo do índice de preços PCE, que exclui alimentos e energia, subiu 0,1 por cento em agosto, marcando alta de 1,3 por cento na comparação anual, ante 1,4 por cento em julho, o resultado mais fraco desde novembro de 2015. O índice PCE é a medida de inflação preferida do Federal Reserve.

No campo político local, permanece o receio de que a mais recente denúncia contra o presidente Michel Temer atrase as reformas, incluindo a da Previdência. No entanto, a cautela com a cena política tem sido contrabalançada por indicadores que vêm corroborando uma expectativa pela melhora da economia, como a desaceleração da inflação e os juros em queda.

Nesta manhã, essa visão ganhou respaldo após dados mostrando a diminuição do desemprego no país nos três meses até agosto, que foi a uma taxa de 12,6 por cento, ante 12,8 por cento no trimestre até julho e expectativa de 12,7 por cento em pesquisa Reuters.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN ganhava 0,65 por cento e PETROBRAS ON tinha alta de 0,69 por cento, em dia sem viés claro para os preços do petróleo no mercado internacional.

- VALE ON subia 0,85 por cento, depois das perdas na véspera e na contramão do movimento dos contratos futuros do minério de ferro na China.

- USIMINAS PNA tinha alta de 3,95 por cento, CSN ON avançava 4,96 por cento e GERDAU PN tinha valorização de 1,57 por cento, após as fortes baixas da véspera e com o movimento de alta nos contratos futuros de aço, apesar das perdas do minério de ferro.

- BRADESCO PN avançava 1,53 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN tinha alta de 1,05 por cento, ajudando o tom positivo do Ibovespa devido ao peso dessas ações em sua composição.

- MULTIPLUS ON, que não faz parte do Ibovespa, tinha alta de 1,83 por cento, após a operadora de programas de fidelidade anunciar acordo com a Latam Airlines por meio do qual passará a ser o programa exclusivo de milhagem da companhia aérea para América do Norte e Europa. Analistas do BTG Pactual destacam que o acordo é positivo do ponto de vista estratégico, uma vez que vai aumentar as opções para resgate de passagens internacionais.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos