Bolsas

Câmbio

Fenabrave eleva previsão de crescimento das vendas de automóveis novos em 2017 para 9,9%

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - A Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) melhorou nesta terça-feira as projeções para as vendas de automóveis novos no Brasil em 2017 e já considera a possibilidade de resultados ainda melhores no próximo ano, com o aumento da confiança e queda de juros impulsionando as vendas.

"Se a crise política não abalar a questão econômica, temos quase absoluta certeza de que teremos números mais positivos que este ano", afirmou o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, sem fornecer o percentual esperado de crescimento para 2018.

A entidade agora projeta aumento de 9,9 por cento nas vendas de automóveis e comerciais leves em 2017, a 2,183 milhões de unidades, acima da alta de 2,4 por cento estimada anteriormente.

O número ajustado leva em conta a expectativa de que as vendas voltem a atingir 200 mil unidades ou mais por mês no quarto e último trimestre do ano. "Estamos vendo a volta da confiança, quer seja do investidor quanto do consumidor”, disse o presidente da Fenabrave.

Embora mais pessoas estejam buscando financiamento para aquisição de veículos, os bancos ainda se mostram rigorosos na análise de crédito, ponderou Assumpção Júnior. "Três a cada 10 fichas de financiamento são aprovadas... Só quem pode pagar está tendo o crédito aprovado, mas a qualidade da carteira melhorou", explicou.

No caso de caminhões e ônibus, a expectativa é de que as vendas continuem patinando neste ano. A Fenabrave espera alta de apenas 0,13 por cento do segmento em 2017, com 64.024 unidades comercializadas, ante projeção anterior de avanço de 3,15 por cento.

"O setor de ônibus foi penalizado por alguns aspectos particulares como a expansão de transportes clandestinos em algumas cidades, assaltos em rodovias e vandalismo", comentou o presidente da Fenabrave.

Em relação às motocicletas, a piora é ainda mais dramática, dada a dificuldades que os consumidores desta categoria muitas vezes encontram para comprovar renda e obter financiamento.

A entidade atualmente prevê tombo de 13,1 por cento nas vendas de veículos sobre duas rodas, para 867.244 unidades, marcando um constrate em relação à projeção anterior de aumento de 4,4 por cento, para 1.041.939 unidades.

Considerando todo o setor, a entidade prevê que sejam comercializados 3,139 milhões de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários no país em 2017, volume 2,2 por cento maior ante 2016. A estimativa anterior da Fenabrave era de expansão de 3,11 por cento, para 3,168 milhões de unidades.

Assumpção Júnior ainda disse que a federação não espera baixa no número de concessionários atuando no país, que atualmente gira em torno de 7.300 espalhados por 1.050 municípios em todo o país. "Já tivemos um saldo negativo de 1.320 concessionários entre janeiro de 2015 e julho de 2017, mesmo com a entrada de 566", disse o presidente da Fenabrave.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos