Bolsas

Câmbio

BC da Índia mantém taxa de recompra mas libera mais liquidez

MUMBAI (Reuters) - O banco central da Índia manteve sua taxa de juros perto das mínimas de sete anos nesta quarta-feira depois que a inflação acelerou, mas ainda assim procurou impulsionar a economia estimulando os bancos a emprestar mais.

A decisão de manter a taxa de recompra em 6 por cento era amplamente esperada, com 57 dos 60 analistas consultados pela Reuters prevendo que o banco central manteria os juros depois de cortá-los em 0,25 ponto percentual em agosto.

Mas em uma concessão pelo enfraquecimento da economia, que cresce em seu ritmo mais lento em mais de três anos, as autoridades surpreenderam os mercados ao adotar medidas para liberar mais liquidez ao sistema financeiro.

O banco central disse que vai reduzir o montante de títulos que os bancos devem reservar junto à instituição em 0,5 ponto percentual, para 19,50 por cento, a partir de outubro. O banco havia baixado a proporção pelo mesmo montante em junho.

O movimento dará aos bancos mais fundos para emprestar, embora os esforços anteriores para incentivar o investimento privado fraco do país tenham em grande parte fracassado.

(Por Suvashree Choudhury e Swati Bhat)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos