Bolsas

Câmbio

Proposta da UE para acordo agrícola com Mercosul preocupa setor no Brasil, diz Frente Parlamentar da Agropecuária

SÃO PAULO (Reuters) - As propostas da União Europeia para o acordo agrícola com o Mercosul estão aquém do esperado e preocupam o setor agropecuário brasileiro, afirmou nesta quarta-feira a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Na terça-feira, a União Europeia apresentou suas propostas de cotas de importação de etanol e carne, dentro das negociações do acordo de livre comércio entre os dois blocos, mas os números estão muito abaixo dos parâmetros estabelecidos como aceitáveis pelo Mercosul para dar início às conversas, disse à Reuters uma fonte que acompanha as negociações.

De acordo com o presidente da FPA, deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT), o Brasil chega a pagar tarifas acima de 75 por cento para alguns produtos, o que impede o acesso a mercado.

Para ele, se as tarifas não forem zeradas, o Brasil corre o risco de ficar fora do circuito de exportação para a União Europeia.

"É uma conta lógica. Se houver a redução da oferta agrícola e aumento ou até mesmo a manutenção das tarifas, os nossos produtores não vão conseguir acompanhar o ritmo de exportações", destacou, em nota.

Segundo Leitão, a União Europeia é o segundo maior mercado para as exportações agropecuárias do Brasil. Em 2016, o bloco foi destino de 19,6 por cento das vendas brasileiras, ressaltou o deputado, com receita de 16,7 bilhões de dólares.

(Por José Roberto Gomes)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos