Bolsas

Câmbio

Putin diz corte na produção de petróleo poderia ser ampliado até o fim de 2018

MOSCOU (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta quarta-feira que um acordo entre a Opep e outros produtores de petróleo para cortar a produção da commodity poderia ser ampliado até o fim de 2018, um prazo mais longo do que outros sugeriram, em uma tentativa de reduzir a ampla oferta.

O pacto entre a Organização dos Países Exportadores de Petróleo, a Rússia e outros produtores sobre o corte de produção em cerca de 1,8 milhão de barris por dia (bpd) deverá expirar em março.

"Todos estão interessados ​​em um mercado estável. O que fizemos com a Opep, acredito, é benéfico para toda a economia global", disse Putin em um fórum de energia em Moscou que reúne vários ministros de petróleo da Opep.

"Quando decidirmos se estendemos ou não, decidiremos o prazo. Mas, no geral, uma possível extensão deve ser pelo menos até o final de 2018."

Os comentários do presidente russo aumentam a perspectiva de uma extensão maior do que outros já mencionaram. O ministro saudita da Energia, Khalid al-Falih, e outros ministros da Opep, por exemplo, sugeriram prolongar o acordo por meses, mas não até o fim de 2018.

(Por Vladimir Soldatkin, Katya Golubkova e Jack Stubbs; reportagem adicional de Olesya Astakhova e Darya Korsunskaya)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos