Temer diz que seu governo "é um governo rápido"

(Reuters) - O presidente Michel Temer disse nesta quinta-feira que seu governo age rapidamente porque não tem muito tempo, mas aproveitou para ressaltar que será presidente até o início de 2019, num momento em que uma segunda denúncia contra ele é analisada na Câmara dos Deputados.

"O nosso governo é um governo rápido. Nós vamos até agora 2019, temos um ano e oito meses de governo, melhor dizendo, temos dois anos e oito meses no total e, naturalmente, nós temos que fazer tudo rapidamente”, disse Temer, na cerimônia de assinatura de protocolo de intenções sobre destinação social de área a ser utilizada pela Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém, no Pará.

Temer usou como exemplo dos feitos do governo a forte redução da inflação desde que assumiu a Presidência e a queda dos juros básicos da economia. O peemedebista assumiu interinamente em maio do ano passado, com o afastamento temporário da então presidente Dilma Rousseff, e definitivamente no final de agosto de 2016, com o impeachment da petista.

A Câmara dos Deputados deve votar ainda neste mês se autoriza ou não o Supremo Tribunal Federal (STF) a julgar a denúncia contra Temer por organização criminosa e obstrução de Justiça. Caso a autorização seja dada e o STF acate a denúncia, o presidente é afastado por até 180 dias.

(Por Alexandre Caverni, em São Paulo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos