PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Polícia barra entrada de índios na Câmara durante protesto

18/10/2017 13h10

BRASÍLIA (Reuters) - Índios protestaram em frente a uma das entradas da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, contra o que afirmam ser o arrendamento de terras indígenas ao agronegócio e foram impedidos de entrar por policiais que utilizaram bombas de gás contra os manifestantes.

Imagens de emissoras de TV mostraram os índios, alguns acompanhados de crianças, caminhando em direção a uma das portas da Câmara e sendo impedidos de entrar pela Polícia Legislativa. Os indígenas tentaram forçar a entrada no local, segundo imagens de vídeo.

Segundo o Conselho Indigneis Missionário (Cimi), que participou da ação dos indígenas, a Polícia Legislativa também efetuou disparos de balas de borracha para impedir que os índios entrassem em uma audiência da Câmara convocada para debater a produção agrícola indígena.

"O ruralismo ampliou o raio de suas táticas anti-indígenas, em nosso país. Continua determinado a impedir as demarcações e a invadir e explorar as terras indígenas. A tentativa de legalizar o arrendamento destas terras é um forte indicativo de que estão também empenhados em tomar dos povos a posse das mesmas", afirmou o Cimi em um texto publicado no Facebook.

Procurada, a assessoria de imprensa da Câmara não tinha um posicionamento de imediato sobre o tumulto.

(Por Ricardo Brito, com reportagem de Maria Clara Pestre, no Rio de Janeiro)