Bolsas

Câmbio

Governo mantém despachos de usinas térmicas com custo de até R$702,50/MWh

SÃO PAULO (Reuters) - O Comitê de Monitoramento do Sistema Elétrico (CMSE) decidiu nesta sexta-feira, em reunião extraordinária, pela manutenção do despacho das usinas térmicas com Custo Variável Unitário (CVU) de até 702,50 reais/MWh para a semana operativa de 4 de novembro a 10 de novembro de 2017, em momento de baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas.

"Tal decisão decorre do fato dos Custos Marginais de Operação (CMO) para todos os subsistemas para a referida semana terem sofrido acentuada redução devido ao início do período chuvoso, sem que essa tendência de melhora nas afluências tenha se refletido em ganhos significativos nos níveis de energia armazenada dos reservatórios em todos os subsistemas brasileiros até o momento", disse o comitê governamental em nota.

O CMSE ressaltou que mantém acompanhamento permanentemente do Sistema Elétrico Brasileiro, principalmente no que se refere ao nível dos reservatórios, para decidir sobre o despacho de térmicas com energia mais cara que complementam a geração de hidrelétricas.

O final de outubro e os primeiros dias de novembro tiveram significativa melhora no nível de chuva na região das hidrelétricas, principal fonte de energia do Brasil, mas o movimento ainda não é suficiente para acabar com um cenário de crise de armazenamento nos reservatórios dessas usinas, disse à Reuters uma executiva da consultoria meteorológica Climatempo.

Na quarta-feira, o CMSE havia decidido não despachar térmicas com custo de geração mais elevado, fora da chamada ordem de mérito, mesmo diante de um momento crítico para a geração hidrelétrica.

(Por Roberto Samora)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos