Preços do petróleo sobem 3% e tocam máximas desde meados de 2015

(Reuters) - Os preços do petróleo subiram mais de 3 por cento nesta segunda-feira, atingindo máximas desde meados de 2015, com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita consolidando seu poder ao longo do fim de semana em uma repressão contra a corrupção, enquanto a contagem de sondas de petróleo dos Estados Unidos caiu e os mercados continuam a ficar mais apertados.

Os contratos futuros do Brent encerraram em alta de 2,20 dólares por barril, ou 3,54 por cento, a 64,27 dólares por barril.

Já o barril nos EUA encerrou em alta de 1,71 dólar, ou 3,07 por cento, a 57,35 dólares.

"Seja com o expurgo na Arábia Saudita e a contagem de sondas caindo, ou as conversas da Opep sobre estender os cortes de produção, estamos vendo a volatilidade esticar a margem de negociações", disse o estrategista de investimentos sênior do U.S. Bank Wealth Management, Rob Haworth.

As reformas apoiadas pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman incluem um plano para listar a petroleira Saudi Aramco no próximo ano, e preços mais altos do petróleo são vistos como benéficos para o processo.

(Por Julia Simon)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos