Bolsas

Câmbio

Cofco deve quase dobrar originação de soja em Mato Grosso nos próximos anos

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia chinesa de commodities Cofco International planeja quase duplicar o volume de soja que origina em Mato Grosso, maior Estado produtor de grãos do Brasil, nos próximos cinco anos, disseram autoridades estaduais nesta sexta-feira.

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, que esteve na China nos últimos dias, encontrou-se com empresas chinesas com investimentos no Brasil, incluindo Cofco e Pengxin Group, que recentemente comprou a empresa de commodities de médio porte Fiagril.

De acordo com uma reportagem da agência de notícias de Mato Grosso, o vice-presidente da Cofco, Jingtao Chao, disse à equipe que viajou com Taques que planeja aumentar a originação de soja em Mato Grosso para 7,2 milhões de toneladas, ante 4 milhões de toneladas atualmente.

O Mato Grosso abriga 13 das 19 unidades de armazenagem que a trading chinesa opera no país.

O governo de Mato Grosso também disse que um grupo de investidores chineses estão discutindo com as empresas brasileiras o financiamento para um projeto para construir 30 complexos de armazenamento de grãos no Estado, o que exigiria cerca de 1,5 bilhão de reais.

Empresas, operadores e produtores poderiam comprar participações nas unidades de armazenamento e se tornarem parceiros.

O grupo chinês B&F está liderando conversações em nome de outras empresas no país, e o grupo de engenharia brasileiro Fumagalli também está participando, de acordo com a agência estadual.

O Mato Grosso tem um grande déficit de armazenamento de grãos, que levou alguns produtores a deixarem o milho exposto ao tempo este ano.

(Por Marcelo Teixeira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos