Temer afirma que há "unidade absoluta" no ministério

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente Michel Temer afirmou nesta segunda-feira que há uma "unidade absoluta" em seu ministério, dias após ter reconhecido que será "inevitável" fazer uma reforma ministerial.

"Quando vejo o nosso ministério, não há uma desintegração sequer no nosso ministério. Há uma unidade absoluta", disse o presidente durante discurso em evento para anunciar ações sociais no Rio de Janeiro, com a presença de diversos ministros.

Partidos da base aliada, principalmente do centrão, têm cobrado que Temer retire dos cargos ministros do PSDB, partido que não deu apoio maciço a ele na votação das denúncias, mas ocupa pastas importantes, como Cidades e Secretaria de Governo.

Na semana passada, o presidente afirmou que a reforma será "inevitável", mas que saberá o "momento certo" de fazê-la. [nL1N1NF2TI]

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos