Bolsas

Câmbio

Crescimento anual da zona do euro supera dos EUA e sustenta redução de compra de ativos do BCE

BRUXELAS (Reuters) - A economia da zona do euro cresceu mais do que a dos Estados Unidos no terceiro trimestre se comparada com o ano anterior, mostraram dados divulgados nesta terça-feira, sustentando a decisão do Banco Central Europeu de começar a reduzir seu programa de compra de títulos.

A agência de estatística da União Europeia, Eurostat, confirmou sua estimativa de 31 de outubro de que o Produto Interno Bruto (PIB) dos 19 países que utilizam o euro cresceu 0,6 por cento no terceiro trimestre ante os três meses anteriores e 2,5 por cento ante o mesmo período de 2016.

Nos Estados Unidos, a economia cresceu 0,7 por cento na comparação trimestral e 2,3 por cento na base anual no terceiro trimestre.

Separadamente, a Eurostat informou que a produção industrial da zona do euro caiu 0,6 por cento em relação em setembro sobre o mês anterior, conforme esperado pelos mercados, mas cresceu 3,3 por cento em relação ao ano anterior, superando ligeiramente a previsão dos economistas de um avanço de 3,2 por cento.

(Por Jan Strupczewski)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos