Bolsas

Câmbio

Saudi Aramco e SABIC assinam acordo para complexo petroquímico de US$ 20 bi

Por Reem Shamseddine

DHAHRAN, Arábia Saudita (Reuters) - A gigante saudita Saudi Aramco e o grupo petroquímico Saudi Basic Industries (SABIC) assinaram um protocolo de intenções no domingo para construir um complexo de 20 bilhões de dólares para converter petróleo bruto em produtos químicos.

O projeto, que os parceiros disseram que vai criar a maior instalação petroquímica no mundo, faz parte do esforço do governo saudita para diversificar a economia além da exportação de petróleo bruto.

Uma vez que o investimento privado desacelerou no reino saudita nos últimos anos devido aos baixos preços do petróleo e com a implementação de políticas de austeridade, o governo quer desenvolver indústrias de manufatura, incluindo produtos químicos.

Depois de assinar o memorando de entendimento, o presidente-executivo da petroleira estatal Aramco, Amin Nasser, disse a repórteres que uma decisão final sobre o projeto seria tomada no final de 2019.

Como possível localização, a Saudi Aramco avalia Yanbu, cidade portuária no mar Vermelho que já é um centro industrial, acrescentou Nasser.

O complexo entraria em funcionamento 2025, com capacidade para processar cerca de 400.000 barris diários de petróleo leve árabe e para produzir aproximadamente 9 milhões de toneladas de químicos ao ano, mais 200.000 barris diários de diesel para consumo interno.

O presidente-executivo de SABIC, Yousef al-Benyan, disse que esta é a primeira vez que as duas principais empresas de Arábia Saudita cooperam num projeto industrial conjunto empregando uma tecnologia nova, e indicou que os custos do investimento seriam compartilhados por igual.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos