Bolsas

Câmbio

China deve manter meta de PIB para 2018, dizem fontes

PEQUIM (Reuters) - Os líderes da China devem manter a meta de crescimento deste ano de "cerca de 6,5 por cento" para 2018, mesmo intensificando os esforços para evitar um acúmulo desestabilizador de dívida na segunda maior economia do mundo, de acordo com fontes.

As autoridades estarão sob pressão para equilibrar os esforços para enfrentar a dívida com a necessidade de manter o crescimento em um ritmo estável, disseram as fontes. As preocupações dos investidores em relação à repressão da dívida foram destacadas na semana passada, quando a venda generalizada de títulos se espalhou para o mercado de ações.

As principais autoridades devem se reunir em dezembro para a Conferência Anual de Trabalho Econômico, na qual os investidores buscam as prioridades políticas para o próximo ano, em meio a uma repressão às atividades bancárias e de investimento mais arriscadas.

"A meta de crescimento do próximo ano pode ser semelhante à deste ano", disse uma fonte que está familiarizada com as discussões dentro do governo. "Está tudo bem, desde que possamos garantir um crescimento de 6,5 por cento."

O presidente Xi Jinping disse no Congresso do Partido Comunista em outubro que a China tem que neutralizar "grandes riscos" na economia e combater a pobreza e a poluição.

(Por Kevin Yao)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos