Diretoria da ANP aprova início do processo de oferta permanente de áreas de petróleo

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A diretoria da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nesta terça-feira o início do processo para a oferta permanente de áreas para exploração e produção de petróleo e gás natural, informou a agência reguladora em nota ao mercado.

Inicialmente, a autarquia planeja colocar em oferta permanente 846 blocos em 13 bacias sedimentares, além de 15 áreas com acumulações maduras em bacias terrestres.

Os blocos selecionados, que ainda dependem de avaliação dos órgãos ambientais competentes, serão divulgados na internet pela ANP a partir de 30 de novembro, com informações mais detalhadas. Mas as sessões de apresentação de ofertas deverão ocorrer apenas partir de novembro de 2018.

A iniciativa, estabelecida em resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), prevê a oferta de blocos exploratórios licitados em rodadas anteriores e não arrematados, além de blocos e campos devolvidos à ANP.

As áreas selecionadas incluem blocos nas bacias maduras terrestres do Recôncavo, Potiguar, Sergipe-Alagoas e Espírito Santo. Também estão previstos blocos nas bacias terrestres de nova fronteira do Acre, Amazonas, Paraná, Parnaíba, São Francisco e Tucano, além de blocos nas bacias marítimas do Pará-Maranhão, Sergipe-Alagoas, Campos e Santos.

Já as áreas com acumulações maduras estão nas bacias terrestres do Espírito Santo, Potiguar e Recôncavo.

(Por Marta Nogueira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos