Powell promete "responder de forma decisiva" a ameaças econômicas no comando do Fed

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve deve "responder de forma decisiva" a qualquer nova crise econômica, disse o indicado a chair Jerome Powell ao Comitê Bancário do Senado nesta terça-feira, posicionando-se como herdeiro das políticas da atual chair do banco central norte-americano, Janet Yellen, e de seu antecessor, Ben Bernanke.

Em sua audiência de confirmação perante o painel bancário, o indicado do presidente Donald Trump para assumir o cargo de chair do Fed endossou as ideias centrais que definiram o banco central dos EUA desde a crise financeira de 2007 a 2009 --uma disposição para atuar agressivamente contra a recessão e uma insistência em flexibilidade e independência da influência política na definição da política monetária.

"Temos que manter a flexibilidade para ajustar nossas políticas em resposta aos acontecimentos econômicos", disse Powell, que atua como diretor do Fed desde 2012.

"Temos que estar preparados para responder de forma decisiva e com força apropriada a ameaças novas e inesperadas contra a estabilidade financeira e prosperidade econômica da nação."

Durante o tempo de Powell como diretor, o Fed foi regularmente criticado por legisladores republicanos preocupados com o fato de que o programa de compras de títulos do banco central e outros programas de resposta a crises geraram riscos para o sistema financeiro e que os banqueiros centrais haviam acumulado muito poder arbitrário.

Mas em sua declaração de abertura, Powell deixou claro que ele acredita que a abordagem de Bernanke e Yellen deve ser mantida, com o Fed aberto à supervisão do Congresso, mas no controle inquestionável de suas escolhas políticas.

"Eu farei tudo o que estiver ao meu alcance para atingir esses objetivos, preservando o status independente e não partidário do Fed que é tão vital para a sua busca", disse Powell, referindo-se aos objetivos de promover o emprego máximo e uma inflação baixa e estável.

(Por Howard Schneider e Jason Lange)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos