Bolsas

Câmbio

Crescimento econômico dos EUA no 3° tri é revisado para cima, a 3,3%

WASHINGTON (Reuters) - A economia dos Estados Unidos cresceu mais rápido do que o inicialmente projetado no terceiro trimestre, registrando o ritmo mais rápido em três anos uma vez que o aumento no investimento empresarial em estoques e equipamentos compensou a moderação nos gastos do consumidor.

O Produto Interno Bruto expandiu a uma taxa anual de 3,3% no terceiro trimestre, também impulsionado por uma recuperação dos gastos do governo, informou o Departamento do Comércio em sua segunda estimativa nesta quarta-feira (29). Esse foi o ritmo mais forte desde o terceiro trimestre de 2014 e representou uma aceleração ante a taxa de 3,1% do segundo trimestre.

Leia também:

Anteriormente o Departamento do Comércio havia projetado um crescimento de 3% para os período entre julho e setembro. Foi a primeira vez desde 2014 que a economia teve crescimento de 3% ou mais por dois trimestres seguidos.

O ritmo do crescimento, entretanto, provavelmente exagera a saúde da economia já que os estoques, que são os bens ainda não vendidos, contribuíram com 0,8 ponto percentual para o crescimento do PIB no terceiro trimestre, ante estimativa anterior de 0,73 ponto percentual.

Excluindo o investimento em estoques, a economia cresceu a uma taxa de 2,5%. Quando medido do lado da renda, o resultado também foi de expansão a uma taxa de 2,5%. O governo disse que os lucros corporativos após o pagamento de impostos aumentaram a uma taxa de 5,8% no último trimestre, contra um ritmo de apenas 0,1% no segundo trimestre.

Os economistas entrevistados pela Reuters projetavam que o crescimento do PIB no terceiro trimestre seria elevado a 3,2%.

As empresas acumularam estoques a um ritmo de US$ 39 bilhões no terceiro trimestre, ante os US$ 35,8 bilhões anteriormente relatados. Isso sugere que os estoques podem ser um obstáculo para o crescimento no quarto trimestre.

O crescimento dos gastos do consumidor, que representa mais de dois terços da economia dos EUA, foi revisado para baixo para 2,3% no terceiro trimestre, ante os 2,4% relatados anteriormente. Os gastos do consumidor cresceram a uma taxa de 3,3% no segundo trimestre.

(Por Lucia Mutikani)

O que o PIB tem a ver com a sua vida?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos