Bolsas

Câmbio

Credit Suisse visa mais cortes de gastos e fixa metas para 2019 e 2020

ZURIQUE (Reuters) - O Credit Suisse anunciou nesta quinta-feira planos de reduzir custos além de 2018, com o presidente-executivo Tidjane Thiam promovendo uma renovação do banco suíço que a companhia diz que será concluída no ano que vem.

Em comunicado divulgado antes de encontro com investidores, o Credit Suisse informou que visa um retorno sobre o patrimônio tangível de 10 a 11 por cento em 2019, e de 11 a 12 por cento em 2020.

É a primeira-vez que tais metas foram anunciadas desde a reestruturação de Thiam - que mudou o foco do banco para a gestão de fortunas, focando menos no volátil segmento de banco de investimento - iniciada em 2015, e representa um grande aumento ante o retorno de 4,1 por cento divulgado nos primeiros 9 meses de 2017.

O banco confirmou as metas de 2018 para todas as unidades.

(Por Brenna Hughes Neghaiwi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos