Petrobras muda cálculo de paridade do diesel e reduzirá preço em 5,7% no sábado

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras revisou cálculo da paridade internacional do diesel para adequar preços às mudanças de fluxo logístico e à entrada de produtos importados, reduzindo com isso o preço do produto nas refinarias em 5,7 por cento a partir de sábado.

A expectativa, segundo a Petrobras, é que a nova precificação do diesel não tenha impacto na receita da companhia em virtude da perspectiva de ganhos de mercado.

Adicionalmente, a empresa anunciou uma elevação do preço da gasolina nas refinarias em 1,9 por cento, principalmente devido à variação da cotação do produto no mercado internacional.

A estatal afirmou que a decisão sobre o diesel --combustível mais consumido do Brasil-- mantém inalterada a política de preços em vigor, que segue a lógica do mercado, reafirmando o seu compromisso de operar sempre com margem positiva, acima da paridade internacional.

A empresa, que vem batalhando para reconquistar participação de mercado, não revela qual o cálculo de paridade usado para precificar seus produtos, por considerar estratégico.

Diesel e gasolina importados por concorrentes da Petrobras vêm ganhando mercado no Brasil desde que a estatal adotou uma política de preços alinhada com o mercado, em busca de resultados favoráveis para a sua área de abastecimento.

"O aumento das importações tem reduzido a participação de mercado da Petrobras que atinge hoje cerca de 72 por cento no diesel e 88 por cento na gasolina", disse a Petrobras.

Em outubro, as importações totais de óleo diesel do Brasil mais que dobraram, para 8,463 milhões de barris, ante 4,145 milhões de barris no mesmo mês de 2016, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Ante setembro, as importações cresceram 36 por cento.

Já as vendas de diesel no Brasil em outubro cresceram 6 por cento ante mesmo mês de 2016, para 30,9 milhões de barris. Ante setembro, houve alta de 1,1 por cento.

(Por Marta Nogueira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos