Bolsas

Câmbio

Wall St fecha em ligeira queda com impacto de cenário político em Washington

(Reuters) - Os índices acionários de Wall Street fecharam em queda nesta sexta-feira, mudando de direção acentuadamente com os desenvolvimentos de uma investigação sobre o suposto envolvimento da Rússia nas eleições dos Estados Unidos, bem como devido ao progresso da reforma tributária no Congresso.

O Dow Jones caiu 0,17 por cento, a 24,231 pontos, o S&P 500 perdeu 0,20 por cento, a 2.642 pontos e o Nasdaq Composite recuou 0,38 por cento, a 6,847 pontos.

Os principais índices fecharam em queda após uma reportagem da ABC News mostrar que o ex-assessor de segurança nacional Michael Flynn estava preparado para testemunhar que, antes de assumir o cargo, o presidente Donald Trump o havia orientado para entrar em contato com os russos.

O índice de referência S&P 500 chegou a cair até 1,6 por cento após a notícia. Flynn se declarou culpado nesta sexta-feira por mentir ao FBI sobre contatos com o embaixador russo.

Mas os índices recuperaram boa parte de suas perdas iniciais após republicanos do Senado dizerem que tinham apoio suficiente para aprovar a ampla reforma tributária.

As notícias do Senado foram os mais novos sinais de esperança para uma lei tributária que vem sendo observada de perto por investidores, com expectativas de que os significativos cortes no imposto corporativo vão alimentar ainda mais o rali de recordes de Wall Street.

"Essa coisa do Flynn jogou tudo num loop. Nós tínhamos isso ainda contra um cenário de reforma tributária", disse J.J. Kinahan, estrategista-chefe de mercado da TD Ameritrade em Chicago.

"Estamos em máximas recordes então às vezes quando você tem notícias que são de uma natureza que faz pessoas quererem vender, fica um pouco exagerado", disse Kinahan.

(Por Lewis Krauskopf e April Joyner; reportagem adicional de Sruthi Shankar)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos