Bolsas

Câmbio

China diz que meta de crescimento de 2018 vai refletir novas mudanças na economia

PEQUIM (Reuters) - A meta de crescimento econômico da China para 2018 refletirá novas mudanças na economia no momento em que o governo enfatiza mais um desenvolvimento de maior qualidade, disse o Gabinete de Informação do Conselho de Estado nesta segunda-feira.

O governo estabelecerá suas principais metas para 2018 "depois de estudar seriamente os novos desempenhos, situações e problemas", informou em um comunicado o gabinte, responsável pelas relações públicas do governo, em resposta aos pedidos da Reuters para comentar uma notícia com base em fontes.

"O desenvolvimento econômico e social da China ainda enfrenta muitas contradições e desafios que precisam ser seriamente resolvidos e tratados", afirmou.

Fontes disseram à Reuters que os líderes da China provavelmente vão manter em 2018 a meta de crescimento deste ano de "cerca de 6,5 por cento", mesmo que intensifiquem os esforços para controlar os riscos sistêmicos de um rápido acúmulo de dívida na segunda maior economia do mundo.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) e alguns economistas sugeriram que Pequim acabe com as metas de crescimento, para reduzir a longa dependência do país do estímulo alimentado pela dívida, e incentive investimentos mais produtivos.

(Por Kevin Yao)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos