Produção de petróleo da Opep cai em novembro para menor nível desde maio

LONDRES (Reuters) - A produção de petróleo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) caiu em 300 mil barris por dia (bpd) em novembro, para o menor nível desde maio, mostrou uma pesquisa da Reuters, puxada por uma queda nas exportações de Angola e Iraque, forte adesão ao acordo de cortes de produção e declínios involuntários.

A adesão da Opep aos cortes de produção subiu para 112 por cento, ante 92 por cento em outubro, mostrou a pesquisa. A Arábia Saudita, maior exportadora, produziu abaixo de sua meta da Opep, assim como todos os outros membros, exceto Equador, Gabão e Emirados Árabes Unidos.

A Opep está reduzindo a produção como parte de um acordo com a Rússia e outros produtores de fora do grupo, que também se comprometeram com os cortes de produção.

O petróleo está operando próximo de uma máxima de dois anos sustentado por quedas nos estoques, forte demanda e alta adesão aos cortes prometidos. Na reunião de 30 de novembro, produtores estenderam o acordo até o fim de 2018, como já era esperado.

A pesquisa da Reuters é baseada em dados de embarque fornecidos por fontes externas, dados de fluxo da Thomson Reuters e informações repassadas por fontes em companhias de petróleo, Opep e empresas de consultoria.

(Por Alex Lawler; reportagem adicional de Rania El Gamal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos