Mercados acionários da China terminam sem direção comum após expansão de serviços do país acelerar

XANGAI (Reuters) - Os principais índices acionários da China terminaram sem direção comum nesta terça-feira, depois que a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) mostrou que a atividade do setor de serviços do país acelerou para a máxima de três meses em novembro.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,52 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,2 por cento.

O subíndice do setor financeiro subiu 1,61 por cento, enquanto o de consumo avanço 0,15 por cento. O setor imobiliário teve alta de 0,3 por cento, e o de saúde ganhou 0,15 por cento.

O PMI de serviços do Caixin/Markit subiu a 51,9 em novembro de 51,2 em outubro, resultado mais alto desde agosto. Leitura acima de 50 indica crescimento.

No restante da região, os mercados apresentaram perdas uma vez que a saída dos investidores das ações de tecnologia pesou sobre o setor, embora as expectativas de cortes nos impostos dos Estados Unidos tenham sustentado a confiança.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,32 por cento às 7:37 (horário de Brasília), pressionado pelas perdas nas ações de tecnologia como Tencent e Alibaba Group Holding.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,37 por cento, a 22.622 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,01 por cento, a 28.842 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,20 por cento, a 3.303 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,52 por cento, a 4.039 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,34 por cento, a 2.510 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,79 por cento, a 10.566 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,01 por cento, a 3.438 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,23 por cento, a 5.971 pontos.

(Reportagem de Luoyan Liu e John Ruwitch)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos