Bolsas

Câmbio

Reforma da Previdência

Temer defende reforma da Previdência para proteger Estados e municípios

Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer disse nesta terça-feira (12) que a reforma da Previdência servirá para proteger Estados e municípios em dificuldades financeiras e afirmou que não há motivos para parlamentares votarem contra a proposta, que não seja garantir privilégios de servidores públicos que recebem altos salários.

Em cerimônia de posse da nova diretoria da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Temer também disse que o texto atual da reforma, que tramita na Câmara dos Deputados, trará economia de cerca de R$ 500 bilhões ao governo federal nos próximos 10 anos.

"Quem vai votar contra a Previdência, tem que ter uma razão", disse o presidente em discurso, acrescentando que os direitos dos mais pobres estão garantidos na proposta de reforma que está na Câmara.

Leia também:

"Essa reforma é para proteger os Estados brasileiros, os municípios, que estão numa dificuldade extrema", disse Temer.

O governo trabalha para conseguir os 308 votos necessários para aprovar a Proposta de Emenda à Constituição da reforma da Previdência e as discussões sobre a matéria no plenário da Câmara devem começar na quinta-feira para que haja uma tentativa de votá-la no início da próxima semana.

Caso a medida tenha apoio de 308 dos 513 deputados em dois turnos de votação, ela terá ainda de ser analisada pelo Senado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos