Bolsas

Câmbio

Total diz que exportação de gás de campo no Mar do Norte ficará interrompida até janeiro

Por Susanna Twidale e Amanda Cooper

LONDRES (Reuters) - As exportações de gás natural de um dos principais campos do Mar do Norte ficarão interrompidas por pelo menos três semanas, até o início de janeiro, após o fechamento do maior oleoduto do Reino Unido, disse a Total, operadora da área, nesta quarta-feira.

A empresa de produtos químicos INEOS, que possui o Forties Pipeline System, afirmou nesta quarta-feira que ainda não tomou uma decisão sobre o conserto de rachaduras encontradas na estrutura durante uma inspeção de rotina na semana passada.

O oleoduto bombeia cerca de 450 mil barris por dia (bpd) de petróleo Forties, equivalente a cerca de um quarto de toda a produção diária da bacia do Mar do Norte, e é responsável por um terço da produção total de gás offshore do Reino Unido.

"Uma série de opções de reparo está sendo considerada, e estamos avançando", disse o INEOS. "Por ora, ainda é cedo demais para dizer o quão rapidamente o reparo será realizado, mas espera-se que seja uma questão de semanas e não de dias."

O INEOS disse aos clientes na terça-feira que esperava que qualquer trabalho de reparação durasse pelo menos duas semanas. A Total disse em um aviso ao mercado que espera que suas exportações de gás da plataforma Elgin-Franklin fiquem paradas até 2 de janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos