ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ações europeias recuam com reforma tributária dos EUA fortalecendo euro contra o dólar

20/12/2017 16h57

MILÃO/LONDRES (Reuters) - Ações europeias recuaram nesta quarta-feira, estendendo a queda da sessão anterior, com a dinâmica de moedas influenciando o mercado acionário.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,7 por cento, a 1.528 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,68 por cento, a 388 pontos.

O Senado dos Estados Unidos aprovou um projeto de lei sobre impostos de 1,5 trilhão de dólares nas primeiras horas desta quarta-feira, deixando o Partido Republicano e o presidente Donald Trump mais perto da maior reforma do código tributário dos Estados Unidos em mais de 30 anos.

Mas o dólar se curvou e as bolsas norte-americanas cediam, com investidores assumindo que os efeitos do projeto já estavam precificados.

O euro avançava ante o dólar e prejudicava as ações europeias com grandes ganhos nos Estados Unidos.

Glanbia, que tem um quarto de suas vendas provenientes dos Estados Unidos, afundou 4,6 por cento.

"No curto prazo, a reforma tributária nos EUA já está precificada. O que precisamos ver é se as empresas nos EUA vão acompanhar isso com recompras de ações ou investimentos", disse o gerente de fundos da Ifigest Andrea Scauri.

Segundo ele, o mercado europeu era penalizado pelo euro forte, e ganhos adicionais da moeda poderiam levar a revisões para baixa das estimativas de resultados, especialmente para o DAX, índice orientado para exportação.

"Esse é o grande risco que eu vejo para 2018", acrescentou.

A Steinhoff foi a maior perda do STOXX nesta quarta-feira, em queda de 35 por cento, uma vez que a varejista de móveis sul-africana começou a perder linhas de crédito de bancos após escândalos.

A empresa disse que ainda não conseguiu determinar a escala de irregularidades contábeis que fizeram seu valor de mercado cair em mais de mais de 10 bilhões de dólares nas últimas duas semanas.

Já a Stada subiu 8,4 por cento depois que a empresa farmacêutica alemã concordou com um novo acordo de transferência de lucros com seu novo investidor majoritário, a Nidda Healthcare.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,73 por cento, a 1.527 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,25 por cento, a 7.525 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,11 por cento, a 13.069 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,56 por cento, a 5.352 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,74 por cento, a 22.109 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,26 por cento, a 10.207 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,45 por cento, a 5.406 pontos.

(Por Danielo Masoni e Helen Reid)

Mais Economia