ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Vale já nota novos investidores com adesão ao Novo Mercado da B3, diz CEO

22/12/2017 10h30

Por Marta Nogueira

SÃO PAULO (Reuters) - A entrada da mineradora Vale no Novo Mercado da B3 a partir desta sexta-feira vai atrair investimentos de grandes fundos internacionais na companhia, afirmou o presidente da empresa, Fabio Schvartsman.

Durante evento para marcar a data da adesão ao segmento de nível de governança mais elevado da bolsa, ele destacou que a Vale já tem notado novos investidores. Disse ainda que a empresa está entrando em uma era do pagamento de grandes dividendos.

"Começa a haver um outro tipo de investidor que se interessa pela Vale, além dos que já normalmente compravam e vendiam ações, você passa a ter investidores que têm qualificações específicas e que exigiam níveis de governança maior para participar", declarou ele, durante evento na B3.

A adesão ao Novo Mercado ocorreu após a Vale, maior produtora global de minério de ferro, realizar neste ano a conversão das ações preferenciais para ordinárias.

Em agosto, em entrevista à Reuters, o diretor-executivo de Finanças e de Relações com Investidores da mineradora, Luciano Siani, havia dito que as mudanças na companhia ampliariam a base de acionistas.

"Já existe uma movimentação, você percebe nomes novos entrando no papel. Investidores que nunca haviam entrado antes", confirmou o CEO a jornalistas nesta sexta-feira.

Ele evitou fazer previsões detalhadas sobre um novo perfil de investidores, mas afirmou que "grandes fundos internacionais já começaram a investir na Vale".

Segundo Schvartsman, esse investimento ainda não é grande, mas se trata de um começo.

A empresa informou em nota que a migração para o segmento de governança mais elevada da B3 "é um marco na história da empresa, que até novembro de 2020 vai se transformar numa verdadeira corporação, sem grupo de controle definido e com uma base de acionistas diversificada".

DIVIDENDOS

De acordo com o executivo, 2017 está terminando "muito bem" para a Vale e a "expectativa para 2018 é ainda melhor" em relação a temas como rentabilidade, geração de caixa, alavancagem, com a empresa mantendo seu foco em disciplina e eficiência de gastos.

"Agora é a era dos dividendos da Vale, a Vale vai virar uma grande pagadora de dividendos, se tudo correr bem, é claro, mas esse é o nosso propósito", declarou.

Sobre a nova política dividendos da mineradora, o executivo reiterou que deverá ser apresentada em março.

Segundo ele, os acionistas da empresa apoiaram a Vale em um período difícil de queda dos preços do minério, e agora "é a vez de a Vale compensar".

As ações da Vale operavam perto de uma estabilidade por volta das 10h30, enquanto o Ibovespa tinha leve queda no mesmo horário.

Mais Economia