Bolsas

Câmbio

Indústria e varejo do Japão avançam e membros do BC indicam redução de estímulo

Por Stanley White

TÓQUIO (Reuters) - As indústrias e varejistas do Japão registraram crescimento acima do esperado em novembro enquanto a ata da última reunião de política monetária do banco central mostrou que os membros levantaram a perspectiva de reduzir o estímulo.

Dados mostraram que as empresas japonesas preveem mais aumento da produção industrial em dezembro uma vez que a forte demanda internacional continua a sustentar a atividade e o crescimento econômico.

Alguns membros do Banco do Japão estão encorajando o debate sobre o aumento dos juros ou a redução das compras de fundos de índices (ETF, na sigla em inglês) em resposta à melhora do cenário, mostrou um resumo de opiniões expressadas na reunião da semana passada.

Se a expectativa é de que o cenário para os preços e a economia melhore, o banco central precisará avaliar se "ajustes no nível da taxa de juros serão necessários", disse um membro da diretoria.

Outro membro afirmou que o Banco do Japão deveria avaliar os efeitos da política monetária e os possíveis efeitos colaterais das compras de ETFs de "todos os ângulos" devido ao aumento dos preços das ações e dos lucros.

O crescimento do Japão neste ano superou as expectativas de alguns economistas e seus mercados acionários avançaram devido ao aumento dos lucros corporativos, levando alguns operadores a se questionarem se o Banco do Japão deveria reduzir seu agressivo afrouxamento monetário.

A produção industrial do Japão cresceu 0,6 por cento em novembro contra projeção do mercado de 0,5 por cento e após avanço de 0,5 por cento em outubro.

Já as vendas no varejo avançaram 2,2 por cento em novembro sobre o ano anterior, contra expectativa de aumento de 1,2 por cento, mostraram dados do governo nesta quinta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos