Bolsas

Câmbio

Pedidos de recuperação judicial caem 23,8% no ano passado após recorde em 2016, diz Serasa Experian

SÃO PAULO (Reuters) - Depois de ter atingido uma máxima em 2016, o número de pedidos de recuperação judicial no Brasil recuou 23,8 por cento em 2017, para 1.420 pedidos, refletindo a retomada do crescimento econômico e a redução dos juros no país, disse a Serasa Experian nesta quarta-feira.

Os pedidos de falência, por sua vez, caíram 7,8 por cento no ano passado, para 1.708 pedidos, sendo 910 de micro e pequenas companhias, 392 de médias e 406 de grandes empresas.

Em 2016, refletindo o auge da recessão iniciada dois anos antes, foram registrados 1.863 pedidos de recuperação judicial - recorde desde 2006, após a entrada em vigor da nova Lei de Falências. Já os pedidos de falência atingiram em 2016 o maior nível desde 2013, com um total de 1.783 pedidos.

Na terça-feira, o Boa Vista Serviço Central de Proteção ao Crédito divulgou queda de 18,2 por cento nos pedidos de falência e de 23,7 por cento nos pedidos de recuperação judicial no ano passado.

(Por Raquel Stenzel)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos