Bolsas

Câmbio

Santander Brasil faz parceria com banco dos Brics, vê mercado de capitais forte no 1º tri

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - O Santander Brasil anunciou nesta quarta-feira um parceria com o New Development Bank (NDB), o chamado banco dos Brics, para investimentos em infraestrutura no país e previu um primeiro trimestre bastante forte em captações corporativas no mercado.

O acordo é o primeiro de um banco privado no país com o NDB, banco de desenvolvimento criado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, e deve enfatizar projetos de energia renovável, mobilidade urbana, rodovias e ferrovias, disse o diretor de banco de investimentos na área de mercado de capitais do Santander Brasil, Rafael Noya.

“Essa parceria é importante pela capacidade de fazer acontecer alguns projetos que não seriam viáveis sem a participação do NDB”, disse Noya a jornalistas.

Criado em 2015, o NDB tem capital inicial autorizado equivalente a 100 bilhões de dólares.

O NDB já tem uma carteira de projetos de cerca de 300 milhões de dólares no país, disse o presidente-executivo do NDB, o brasileiro Sergio Suchodolski, por videoconferência.

“O NDB também deve mais adiante fazer captações com debêntures em reais, como forma de diversificar sua estrutura de funding”, disse Suchodolski.

MERCADO DE CAPITAIS No mesmo encontro, o executivo do Santander Brasil previu uma atividade bastante forte do mercado de capitais para empresas do país, que estão se antecipando para aproveitar condições favoráveis, antes da volatilidade que pode marcar o período eleitoral deste ano.

Noya previu que as ofertas de ações no país podem movimentar até 18 bilhões de reais até março.

No mesmo período, disse ele, somente o Santander Brasil deve participar de até oito captações internacionais de dívida por empresas brasileiras, que em conjunto podem movimentar de 4 bilhões a 8 bilhões de dólares.

Além disso, o mercado de empréstimos bancários para grandes empresas, que vem se retraindo nos últimos dois anos no país, deve começar a se recuperar.

“Já há uma demanda maior dessas empresas por crédito com perfis de prazo mais curto, como para capital de giro”, disse ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos