Bolsas

Câmbio

BCE não deve retirar promessa de compra de títulos na próxima semana, dizem fontes

Por Francesco Canepa e Balazs Koranyi

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) não deve retirar a promessa de continuar comprando títulos na reunião da próxima semana, uma vez que as autoridades precisam de mais tempo para avaliar o cenário sobre a economia e o euro, disseram três fontes com conhecimento sobre o assunto.

O BCE sinalizou na semana passada crescente apetite por revisar sua mensagem de política monetária "no início" de 2018, e especificamente a promessa de continuar com o programa de impressão de dinheiro até que a inflação avance em direção à meta.

Isso levou investidores a antecipar suas expectativas de dezembro para a primeira alta de juros desde 2011 e alimentou a alta do euro à máxima de três anos contra o dólar.

Mas três fontes do Conselho do BCE ou próximas dele disseram que qualquer mudança fundamental na orientação só deve acontecer mais tarde. O encontro de março, quando as autoridades tiverem projeções econômicas atualizadas, seria a opção mais provável.

"Precisamos de mais análise rigorosa antes de fazer qualquer mudança", disse uma das fontes.

Isso daria ao presidente do BCE, Mario Draghi, espaço para usar a entrevista à imprensa após a decisão para retirar indicações informais sobre o que pode estar por vir.

Um porta-voz do BCE recusou-se a comentar.

O BCE ligou o primeiro movimento sobre os juros ao fim de seu plano de estímulo de 2,55 trilhões de euros, o que torna qualquer comunicação sobre ele altamente sensível para os mercados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos