ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Mercado passa por realização de lucros e Ibovespa cai abaixo de 81 mil pontos

23/01/2018 18h31

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado acionário brasileiro sofreu um movimento de realização de lucros nesta terça-feira, guiado principalmente pelas ações da mineradora Vale e com agentes financeiros na expectativa do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na quarta-feira.

O Ibovespa, principal índice de ações da B3, fechou em queda de 1,22 por cento, a 80.678 pontos, após renovar máxima histórica intradia na abertura (81.676 pontos) e de fechamento (81.675 pontos) na véspera. No ano, o índice ainda acumula elevação de 5,6 por cento.

O volume financeiro do pregão somou 11,69 bilhões de reais, acima da média diária do ano, de cerca de 8,5 bilhões.

De acordo com o analista da corretora Lerosa, Vitor Suzaki, o mercado encontrou no declínio das commodities metálicas e dólar mais forte no exterior o argumento para ajustar posições. Ele também citou alguma cautela ante o julgamento do ex-presidente Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre.

"A cautela maior fica por conta do placar, o mercado espera a unanimidade. Uma divergência poderia dar impulso à candidatura do ex-presidente, assim como, mesmo diante da unanimidade, há expectativa de que o processo não venha a torná-lo inelegível, com previsão de arrasto de sua candidatura por um período prolongado que pode ser até dias antes da eleição."

Lula foi condenado em primeira instância a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro por ter supostamente recebido um apartamento tríplex no Guarujá (SP) da empreiteira OAS em troca de contratos com a Petrobras.

No exterior, os futuros do minério de ferro na China caíram 4 por cento nesta terça-feira, pressionados pela demanda enfraquecida no maior consumidor global, o que contribuiu para um forte aumento nos estoques em portos do país para um recorde de mais de 150 milhões de toneladas.

DESTAQUES

- VALE recuou 4,17 por cento, com o setor de mineração e siderurgia entre as maiores quedas do Ibovespa, tendo como pano de fundo a forte queda dos preços do minério de ferro na China. USIMINAS PNA caiu 4,71 por cento e CSN perdeu 3,91 por cento.

- ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON declinou 4,31 e 3,41 por cento, respectivamente, após forte alta na véspera apoiada nas expectativas relacionadas à desestatização da companhia com o envio do projeto de lei sobre o tema para o Congresso Nacional. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, contudo, disse nesta terça-feira que a privatização da Eletrobras vai ser um desafio enorme.

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON cederam 0,97 e 0,62 por cento, respectivamente, na contramão dos preços do petróleo do mercado internacional, o que também pesou no Ibovespa.

- FIBRIA foi destaque positivo e subiu 1,51 por cento, com expectativas favoráveis para o resultado do quarto trimestre. A fabricante de celulose também anunciou na semana passada alta nos preços em vários mercados.

- BR DISTRIBUIDORA, que não está no Ibovespa, avançou 2,27 por cento, após vários analistas recomendarem compra das ações, com forte potencial de valorização.

- CIA HERING desabou 7,17 por cento, a maior queda do índice de Small Caps, após divulgação na véspera de vendas no quarto trimestre, consideradas fracas por analistas. A receita bruta da varejista de moda somou 537,6 milhões de reais, alta de 4,4 por cento ante mesmo período de 2016.

Mais Economia