Bolsas

Câmbio

Jungmann diz à Saab que venda da Embraer não está em negociação, diz Defesa

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou nesta quinta-feira ao presidente da empresa sueca Saab, Hakan Buskhe, que a transferência do controle Embraer para a Boeing não está na mesa de negociações, informou o ministério em uma nota à imprensa.

A Saab é parceira no desenvolvimento do caça Gripen NG com a Embraer.

Leia também:

O ministério destacou que, no encontro com Buskhe, Jungmann também afirmou que está descartada a cisão da Embraer Defesa ou da Embraer Comercial ou alienação de uma delas.

O governo detém golden share na Embraer que garante poder de veto em decisões estratégicas da companhia.

"Nós temos a preocupação e compromisso contratual de manter o controle e o sigilo na transferência de tecnologia desenvolvida pela Saab e conjuntamente (com a Embraer)", disse o ministro, na nota enviada pela Defesa.

Em dezembro, Boeing e Embraer anunciaram que estavam negociando uma combinação de negócios.

A Defesa também informou nesta quinta-feira que Jungmann solicitou que representantes da Força Aérea e dos Ministérios da Defesa e da Fazenda mantivessem os executivos da Saab informados de qualquer avanço nas negociações entre a Embraer e a Boeing.

"Acontecendo qualquer avanço nas tratativas entre Embraer e Boeing e se alguma decisão vier a ser tomada, a Saab será informada previamente. Se isso vier a acontecer, a parceria Embraer-Boeing, evidentemente que temos de construir salvaguardas que passarão pelo crivo da Saab", disse o ministro.

(Por Marta Nogueira)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos