Bolsas

Câmbio

Vice-presidente da Telecom Italia renuncia a poderes operacionais, dizem fontes

MILÃO (Reuters) - O vice-presidente da Telecom Itália , Giuseppe Recchi, renunciou a poderes operacionais, disseram duas fontes com conhecimento do assunto, no mais recente sinal da turbulência no comando do maior grupo de telefonia da Itália.

As fontes também disseram que o grupo deve apresentar um apelo extraordinário ao chefe de Estado da Itália contra um decreto conhecido como "poder de ouro", que dá ao governo do país poderes especiais sobre empresas de importância estratégica nacional.

A TIM apresentou propostas sobre como implementar o decreto e ainda está aguardando respostas. Uma fonte próxima à empresa disse que o apelo é um "movimento técnico" para manter as opções abertas para a empresa.

Recchi deve para permanecer como membro do conselho, disseram as fontes. A Telecom Italia não comentou o assunto de imediato.

Recchi foi o presidente da TIM de 2014 até o meio do ano passado, quando foi substituído por Arnaud de Puyfontaine, o executivo-chefe do grupo de mídia francês Vivendi , que é o maior acionista da TIM.

Desde que se tornou o principal investidor, a Vivendi destituiu dois CEOs da Telecom Italia. Várias fontes disseram que há tensões entre a Vivendi e o último CEO da TIM, mas a empresa negou uma notícia nesta semana de que ele poderia estar de saída.

(Por Paola Arosio)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos