Bolsas

Câmbio

Consumidores e empresas devem ter impulsionado crescimento econômico dos EUA nos 4º tri

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - A economia dos Estados Unidos provavelmente manteve o ritmo intenso de crescimento no quarto trimestre em meio à aceleração nos gastos dos consumidores e das empresas, o que pode deixar o país no curso de atingir a meta de crescimento anual de 3 por cento da administração Trump neste ano.

O Produto Interno Bruto (PIB) provavelmente cresceu a uma taxa anual de 3 por cento também impulsionado pela recuperação do investimento em construção de moradias e pela aceleração dos gastos do governo, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas. O forte ritmo de crescimento teria se dado apesar dos esperados pesos do comércio e do investimento em estoques.

No terceiro trimestre a expansão foi de 3,1 por cento, e o resultado dos três últimos meses do ano marcaria a primeira vez desde 2004 que a economia registra crescimento de 3 por cento ou mais por três trimestres seguidos.

O Departamento do Comércio publicará as estimativas para o PIB do quarto trimestre nesta sexta-feira às 11h30 (horário de Brasília). O crescimento da economia norte-americana faz parte de uma recuperação global sincronizada que inclui zona do euro e Ásia.

Ele também se beneficiou da promessa do presidente Donald Trump de fortes cortes tributários, o que foi cumprido em dezembro quando o Congresso do país aprovou a maior reforma do código tributário em 30 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos