ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Fabricantes de chips e acordo da Sanofi dominam negociações nas Bolsas europeias

29/01/2018 15h23

LONDRES (Reuters) - Resultados positivos da fabricante de chips AMS e outro grande acordo no setor farmacêutico dominaram o mercado acionário europeu nesta segunda-feira, no início de uma semana carregada de resultados corporativos.

O euro, cuja força afetou as ações europeias no final da semana passada, recuou das máximas, mas ainda assim os principais índices não tiveram força já que os investidores se seguravam na expectativa pelos resultados.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,2 por cento, a 1.571 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,19 por cento, a 400 pontos.

"Algumas pessoas estão recalculando o que a força do euro significa para nossos resultados", disse o co-chefe do UBP Martin Moeller. "Que tipo de perspectiva você dá com 1,25 dólar? Acho que as empresas serão mais hesitantes."

A austríaca AMS saltou 16 por cento depois de sua receita de 2017 ter dobrado e de a fornecedora de componentes do iPhone ter elevado suas projeções de crescimento bem além das expectativas de analistas.

As pares Dialog Semiconductor e STMicro subiram 1,5 por cento e 2,4 por cento, respectivamente, enquanto a Infineon reverteu os ganhos iniciais e cedeu 0,2 por cento.

Já a Sanofi conseguiu tirar a Novo Nordisk do caminho ao comprar a empresa belga de biotecnologia Ablynx em um acordo de 3,9 bilhões de euros.

As ações da Sanofi perderam 0,80 por cento, uma vez que os operadores digeriam o forte valor de 45 euros por ação, contra o fechamento de 39 euros para a Ablynx na sexta-feira.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,08 por cento, a 7.671 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,12 por cento, a 13.324 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,14 por cento, a 5.521 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,23 por cento, a 23.801 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,38 por cento, a 10.555 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,66 por cento, a 5.730 pontos.

Mais Economia