Bolsas

Câmbio

Governo quer usar Fundo Soberano e superávits anteriores para regra de ouro fiscal em 2018, diz Tesouro

BRASÍLIA (Reuters) - O governo informou nesta segunda-feira alguns mecanismos que serão usados para que o resultado fiscal de 2018 esteja enquadrado na regra de ouro, que não permite endividamento para pagar despesas correntes.

Em apresentação, o Tesouro informou que prevê a extinção e liberação de recursos a eles vinculados, como o Fundo Soberano, movimento que será feito por meio de Projeto de Lei.

O governo também reduzirá restos a pagar não processados para enquadramento à regra de ouro, bem como a antecipação de 130 bilhões de reais de pagamento do BNDES à união e desvinculação de superávits anteriores.

(Reportagem de Marcela Ayres)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos