Bolsas

Câmbio

Siemens Gamesa vê mais pedidos e melhoria em mercados-chave para energia eólica

Por Christoph Steitz

FRANKFURT (Reuters) - A Siemens Gamesa, segundo maior produtor global de turbinas de energia eólica, reportou nesta terça-feira uma forte elevação em novos pedidos no primeiro trimestre, ajudada por uma recuperação da demanda em mercados importantes para o setor, como a Índia e os Estados Unidos.

As notícias levaram a uma alta nas ações da companhia, que perderam 38 por cento desde a conclusão de uma fusão entre os negócios em energia eólica da Siemens e a Gamesa, em abril do ano passado.

As empresas se uniram em uma tentativa de reagir a mudanças na indústria, como a troca para um mercado baseado em leilões, que coloca forte pressão sobre os fabricantes de equipamentos para conter custos e reduzir preços.

A Siemens Gamesa já cortou mais de um quinto de seus funcionários, fechando unidades de produção e consolidando sua oferta de produtos, um movimento que o presidente executivo da companhia, Markus Tacke, disse que agora está se pagando.

"Nós estamos muito confinantes de que o desafio da integração está chegando ao fim", disse ele a analistas em uma teleconferência após o grupo reportar alta de 29 por cento na entrada de pedidos no primeiro trimestre, para 2,78 gigawatts.

Tacke disse que os preços nos Estados Unidos, segundo mercado global para turbinas eólicas, se estabilizaram, enquanto o mercado indiano também está se recuperando após adotar a prática de leilões de energia.

Segundo Tacke, a queda dos preços após a introdução dos leilões afetou toda a indústria, mas a pressão aliviou e o mercado agora caminha para o que ele chamou de "um novo normal".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos