Bolsas

Câmbio

PT usa Datafolha para reforçar tese que eleição sem Lula fere democracia

BRASÍLIA (Reuters) - O PT aproveitou a pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira para reforçar sua tese segundo a qual a retirada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da disputa eleitoral pelo Palácio do Planalto "cassa" o direito dos eleitores de escolhê-lo novamente.

A pesquisa mostra que Lula mantém a liderança nas intenções de voto para a eleição presidencial de outubro apesar da condenação na semana passada no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), considerada uma "violência judicial" na nota do PT .

"Há uma nova e importante mensagem na pesquisa: quando o nome de Lula é excluído da lista de candidatos, como planejam excluí-lo das urnas, o resultado é a maior soma de votos negativos (brancos, nulos e abstenções) já registrada na história das pesquisas eleitorais. É um imenso vazio de democracia", diz a nota.

"Excluir Lula do processo eleitoral significaria cassar o direito de voto da grande maioria dos eleitores, o que lançaria o país numa crise política e institucional de consequências imprevisíveis, mas inevitavelmente trágicas", argumenta o PT.

A fatia dos entrevistados que declara voto branco, nulo ou em nenhum candidato chega a um terço dos eleitorado em um dos cenários que não trazem Lula como candidato.

"Mais do que nunca, o Brasil precisa de Lula, para reconstruir a legitimidade do processo democrático e reencontrar a paz", diz a nota.

No levantamento, Lula aparece de 34 a 37 por cento das intenções de voto, dependendo do cenário, bem a frente do segundo colocado, o deputado Jair Bolsonaro, que registra de 15 a 18 por cento.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos