Bolsas

Câmbio

Rosso diz que governo não tem votos e será derrotado se não adiar reforma da Previdência

BRASÍLIA (Reuters) - O vice-líder do governo na Câmara Rogério Rosso (PSD-DF) defendeu, nesta quinta-feira em reunião com o presidente Michel Temer, o adiamento da votação da reforma da Previdência, prevista para a semana do dia 19 deste mês, sob o risco de o governo sofrer uma derrota.

O vice-líder disse a repórteres que do jeito que está, o texto não passa e que mesmo com flexibilizações, o resultado em termos de votos favoráveis pode ser insuficiente.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos