ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Índices acionários da China têm pior semana em mais de um ano pressionados por small-caps

02/02/2018 07h27

XANGAI (Reuters) - Os mercados acionários da China se recuperaram nesta sexta-feira em um dia de negociações voláteis mas ainda assim registraram a pior semana em mais de um ano, após vendas em small-caps provocadas por uma tempestade perfeita de eventos como o suicídio de um executivo e enormes perdas corporativas.

Após quatro dias de perdas, a pressão de vendas sobre pequenas ações foi estancada após mais de 40 empresas terem suspendido as negociações nesta sexta-feira para evitar chamadas de margens, enquanto um número crescente de empresas anunciou esquemas de compras de ações por grandes acionistas.

A alta dos papéis de recursos básicos também ajudou após queda generalizada que suscitou lembranças da turbulência do mercado de dois anos atrás, quando as ações chinesas despencaram por temores de uma desaceleração econômica e saídas de capital.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve alta de 0,61 por cento, enquanto o índice de Xangai subiu 0,46 por cento.

Ainda assim, o índice de Xangai perdeu 2,7 por cento na semana, maior queda semanal desde dezembro de 2016, enquanto o CSI300 recuou 2,5 por cento na semana.

No epicentro estava o índice de start-ups ChiNext, que voltou ao azul na sexta-feira mas perdeu 6,3 por cento na semana, pior desempenho em 21 meses.

A confiança do investidor em small-caps foi abalada após uma série de alerta de lucros e um prejuízo anual de 1,8 bilhão de dólares anunciado nesta semana pela Leshi Internet, considerada antes um dos principais papéis do ChiNext.

Destacando ainda mais o efeito, a morte do presidente da Zhejiang Jindun Fans Co, Zhou Jiancan, nesta semana provocou rumores de um investimento fracassado na Leshi, cujas ações estão em queda livre.

A empresa disse na quinta-feira que a morte de Zhou não está relacionada ao suposto investimento na Leshi.

Já o índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, recuava 0,66 por cento às 7h22 (horário de Brasília), revertendo ganhos anteriores diante da pressão dos mercados chineses.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,90 por cento, a 23.274 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,12 por cento, a 32.601 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,46 por cento, a 3.462 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,61 por cento, a 4.271 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,68 por cento, a 2.525 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,30 por cento, a 11.126 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,49 por cento, a 3.529 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,51 por cento, a 6.121 pontos.

Mais Economia