Bolsas

Câmbio

Temer diz que optará por ministério mais técnico com saída de ministros para eleições

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer afirmou, nesta sexta-feira, que substituirá por nomes técnicos os ministros que deixarão o governo em abril para serem candidatos nas próximas eleições.

"Eu farei a opção por um ministério mais técnico", disse Temer em entrevista à Rádio Jornal, de Pernambuco. Ainda assim, o presidente seguiu defendendo o atual ministério, eminentemente político, alegando que teve ótimos resultados.

Temer terá que substituir cerca de 13 ministros em abril. Até agora, no entanto, auxiliares do presidente insistiam que o governo continuaria reservando os ministérios para os partidos da base.

A nomeação de Cristiane Brasil para o Ministério do Trabalho, por exemplo --ainda suspensa pela Justiça-- foi por indicação de seu pai, Roberto Jefferson, presidente do PTB. O Ministério da Indústria, Comércio e Serviços espera uma indicação do PRB.

Temer também reiterou na entrevista a importância da aprovação da reforma da Previdência, dizendo que seria um "fechamento" para a agenda reformista de seu governo.

"A reforma da Previdência não é para o meu governo, que tem mais alguns meses. Eu aguento a Previdência. O que não vai aguentar são os próximos anos", afirmou.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos