Bolsas

Câmbio

Elétrica catarinense Celesc prevê cortar 186 vagas em plano de demissão incentivada

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica Celesc prevê cortar 186 empregados de sua subsidiária responsável pela distribuição de eletricidade em Santa Catarina, o que representa 6 por cento do quadro efetivo atual, segundo comunicado da companhia ao mercado nesta sexta-feira.

O plano, que tem como objetivo cortar custos e obter ganhos de eficiência na Celesc Distribuição, é implementado em um momento em que a EDP Brasil, do grupo português Energias de Portugal, acaba de fechar acordo para comprar uma fatia na estatal catarinense por 230 milhões de reais.

A Celesc disse que o Plano de Demissão Incentivada (PDI 2017), que foi aprovado em seu Conselho de Administração no final de novembro, deverá resultar em uma economia estimada de 206,3 milhões de reais para os próximos cinco anos.

"Este programa faz parte da estratégia da empresa para adequação de seus custos operacionais, otimização dos processos e melhoria dos indicadores com vistas à agregação de valor aos acionistas", disse a Celesc no comunicado.

Segundo a empresa, foi realizada uma provisão em dezembro de 72,8 milhões de reais para cobrir os custos do plano.

(Por Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos