ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 1.Ago.2018
Topo

França e Alemanha aceleram harmonização diante de corte de impostos dos EUA, diz Merkel

03/03/2018 14h33

BERLIM (Reuters) - Alemanha e França adiantar planos de introduzir um sistema tributário corporativo comum em resposta aos cortes de impostos anunciados pela administração Trump, disse a chanceler Angela Merkel. 

O anúncio chega em meio a tensões sem precedentes entre os EUA, sob o comando do presidente Donald Trump, e seus aliados europeus de longa data por causa do plano de Washington de introduzir tarifas sobre o aço. A Europa teme que isso provocará distorções no comércio global. 

"Nós decidimos, com mais ênfase do que no passado, avançar com o projeto 'Taxa Comum Corporativa com a França'", disse Merkel, em seu vídeo podcast semanal, quando foi questionada sobre como a relativa competitividade da Alemanha poderia ser mantida. 

"Isso significa que, quando decidirmos sobre uma base de avaliação de taxa corporativa para França e Alemanha, também vamos considerar as realidades do que está acontecendo na América", acrescentou, em resposta às questões de estudantes de negócios.

No fim do ano passado, a administração Trump apresentou um plano fiscal que previa cortar o imposto corporativo de 35 por cento - "muito alto", segundo Merkel - para 21 por cento, motivando protestos de ministros de Finanças da Europa.

Os europeus temem que a competição fiscal internacional aumentará por causa da medida dos EUA. Então, membros da União Europeia, especialmente Alemanha e França, sentem a necessidade de mais cooperação na política fiscal entre eles, para tornar o mercado mais competitivo. 

Mais Economia