Bolsas

Câmbio

Todo alumínio e aço negociados de forma justa devem ser isentos de tarifa, diz parlamentar dos EUA

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O principal parlamentar republicano que supervisiona a política comercial dos Estados Unidos disse neste domingo que todo aço e alumínio negociados de forma justa devem ser isentos das tarifas propostas pelo presidente Donald Trump, especialmente os provenientes dos parceiros do Nafta, Canadá e México.

Kevin Brady, presidente do comitê da Câmara dos Deputados responsável por tributação (“Ways and Means”), fez suas observações pouco depois que o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, disse que não podia descartar a possibilidade de não existirem isenções.

O México e o Canadá ameaçaram uma retaliação se Trump prosseguir com a imposição das tarifas sobre os metais.

Questionado se os dois aliados do Nafta deveriam ser isentos, Brady disse a jornalistas: "Sim, e indo mais longe, excluindo todo o aço e o alumínio negociados de forma justa, não apenas desses dois países".

As tarifas, que Trump diz serem necessárias para proteger as indústrias domésticas contra a concorrência desleal da China e de outras nações, provocaram receios de uma guerra comercial global mais ampla. O chefe de comércio da União Europeia alertou na sexta-feira sobre possíveis retaliações.

(Por Lesley Wroughton e David Ljunggren )

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos